2 de dezembro de 2011

Porto seco de Cascavel volta a operar

O Porto Seco de Cascavel, localizado no Oeste do Paraná, retornou às suas atividades normais no último dia 03 de novembro, depois de passar por readequação e reestruturação de sua infraestrutura. A obra foi resultado de uma parceria entre a Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do Paraná – CODAPAR, que administra o local, a Ferroeste e o grupo paraguaio Unexpa, que representa um pool de cooperativas de produtores e empresas exportadoras daquele país.

Além de atender às necessidades logísticas da região, as novas e modernas instalações do terminal alfandegário vão permitir que a ferrovia movimente 200 mil toneladas de grãos a mais, por ano, a partir de 2012, podendo chegar a 400 mil toneladas.

Para o diretor presidente da CODAPAR, Silvestre Tino Staniszewski, que também preside a ABCAO, o Porto Seco de Cascavel retoma seu papel de destaque no desenvolvimento econômico da região, após dois anos de paralisação, provocado por um grande incêndio que destruiu o armazém de 2.000 m2.

Localizado em um dos maiores entrocamentos rodo – ferroviários do Sul do País, o Porto Seco de Cascavel é hoje, o primeiro do Paraná que pode utilizar os modais rodoviário e ferroviário inclusive da safra de grãos do Paraguai, que a partir de agora volta a exportar pelo Porto de Paranaguá.

Conta ainda, com uma câmara frigorífica para inspeção de cargas de congelados de origem animal pelo Ministério da Agricultura, instalada através de uma parceria com empresa privada que forneceu container adaptado para este fim. Desta forma será possível preparar toda a carga próxima às agroindústrias desse setor, para sua exportação via Porto de Paranaguá.

Deixe seu comentário

*